Matheus Ueta encara uma aventura na mística cidade perdida de Shangri-la

Ator sucesso de novelas infantis lança o livro Os invisíveis e o amuleto da serpente, e traz aos leitores uma eletrizante ficção com ensinamentos valiosos sobre o meio ambiente e a importância de acreditar na própria intuição

Meus ex-amigos começaram a se comportar de um jeito muito bizarro e eles agem como se eu não existisse. Hoje, faço parte da turma dos invisíveis, ou dos nada populares. Junto com o Átila e a Nina…

  

Com uma vida conturbada entre fugir dos valentões e entender tudo de biologia e matemática, Matheus Ueta vive uma aventura com seus amigos de tirar o folêgo. Em Os invisíveis e o amuleto da serpente, publicado pelo selo Outro Planeta, da Editora Planeta, o pequeno personagem vai desvendar os mistérios deixados no PaleoPark, por seu avó e cientista Ueta San.

Ator, cantor e apresentador, Matheus Ueta agora se tornou escritor após muita aspiração e finalmente colocou seus escritos “para funcionar”, como ele diz. A intenção do jovem autor foi criar um personagem que se aventurasse no mundo incrível da ficção, com uma preciosa lição de responsabilidade ecológica.

O herói, com o mesmo nome do autor, não é popular na escola, é estudioso, tem uma criatividade e curiosidade sem tamanho. Sempre esta de olho no parque que seu avó havia comprado há muitos anos atrás. O PaleoPark fica em frente de sua casa, e ele terá momentos mágicos após um vulto chamar sua atenção em meio a tantas árvores.

Ao invadir a reserva para bisbilhotar, Matheus e seus amigos descobrem manuscritos secretos que irão levá-los à maior aventura de suas vidas: achar as quatro partes do amuleto da serpente, um objeto capaz de abrir o portal da cidade perdida de Shangri-la. Porém, eles precisam correr, pois não estão sozinhos nessa busca.

Os leitores vão se entusiasmar quando encontrar no livro as definições do Mateus para palavras que tem outro significado no tradicional dicionário da língua portuguesa. Abaixo, uma mostra porque o garoto prodígio estreia na literatura com uma narrativa autêntica e divertida.

 

Século passado

A gente está no Século 21 (xxi), por isso o século passado é o 20 (xx). Essa contagem surgiu lá na Roma Antiga e é representada com as letras maiúsculas, pois o alfabeto romano não tem letras minúsculas. Não entendeu nada?

 

 A obra é um convite para todos embarcarem na Jikantabi – a incrível máquina do tempo, que leva a uma jornada pelas quatro partes do mundo atrás do segredo do cientista Ueta San. Esta aventura pode marcar a vida dos pequenos, além de trazer ensinamentos sobre reponsabilidade ecológica e a importância deles irem atrás dos sonhos e intuições.

 

OS INVISÍVEIS E O AMULETO DA SERPENTE

Edição: 1ª

Outro Planeta

ISBN: 9788542211320

Ano: 2017

Páginas: 160

 

Créditos: Caroline Arnold/ Divulgação

 

(Visited 11 times, 1 visits today)

Comentários no Facebook

Anuncie Aqui! Dê Mais Visibilidade ao Seu Negócio CLIQUE AQUI E ENTRE EM CONTATO