Escritora carioca Ana Rapha Nunes lança livro infanto-juvenil a partir da tragédia em Mariana ”Mariana, um livro sobre esperança”

img_6472Como terá sido a visão da tragédia da cidade de Mariana, em Minas Gerais, aos olhos de uma menina de 12 anos? Este é o tema do livro “Mariana”, lançado pela escritora carioca e radicada em Curitiba, Ana Rapha Nunes.

Mariana também é o nome da protagonista da obra, que vive em uma pequena cidade de Minas Gerais. Passa os seus dias rodeada pela natureza, subindo em árvores, pegando fruta no pé, observando o pôr-do-sol, aproveitando as alegrias da infância. Vai crescendo e sonhando com o mar… No entanto, nem tudo são flores no caminho da menina, que terá de largar sua terra natal e ir com os pais para a cidade de Mariana. Lá surgirão novos amigos, florescerão descobertas e o seu primeiro amor. Mas um mar de lama atravessará o seu destino. A coragem e a determinação serão fundamentais para Mariana que se vê obrigada a crescer de uma hora para outra. Em poucos minutos, a sua vida e a de tanta gente irão virar de cabeça para baixo. O que fará Mariana diante desse novo universo?

“Mariana” é uma obra da editora Inverso e traz ao público infanto-juvenil uma história de mudanças, perdas, superação mas, acima de tudo, de sonhos e esperança. A obra vem ganhando destaque na mídia e, também, em alguns eventos literários pelo país, como na Bienal de São Paulo e na Feira do Livro de Caxias do Sul, na qual a ilustradora da obra, Karen Basso, foi uma das homenageadas.

A autora explicou que a ideia de escrever uma obra sobre a tragédia de Mariana surgiu logo após o lançamento de seu primeiro livro, “A Lua Que Eu Te Dei”. Segundo a escritora, a tragédia ocorreu um dia após o lançamento do seu primeiro livro. “Estava radiante, muito feliz e, de repente, veio aquela terrível notícia. Mexeu demais comigo, tive que escrever sobre isso”, afirma a autora.

A obra vem sendo adotada em escolas, sendo muito bem aceita por pais e professores. “A literatura mostra a realidade de uma forma lúdica, mas reflexiva, por isso, torna-se mais fácil abordar determinados assuntos por meio dos livros”, afirma Ana Rapha que também é educadora, lecionando Língua Portuguesa há mais de dez anos na rede particular de Curitiba.

Créditos:  Ana Rapha Nunes / Divulgação

(Visited 23 times, 1 visits today)

Comentários no Facebook

Anuncie Aqui! Dê Mais Visibilidade ao Seu Negócio CLIQUE AQUI E ENTRE EM CONTATO