Cuidados com o cabelo em cada idade

Assim como a pele, os fios mudam de textura com o passar do tempo, as principais reclamações das mulheres quando o assunto é cabelo são: ressecamento, queda dos fios e falta de volume. O dermatologista Bruno Vargas explica que, assim como a pele sofre alterações com o envelhecimento, o mesmo ocorre com o cabelo. “Alterações hormonais e fatores externos como poluição, sol e produtos utilizados no cabelo podem fazer com que textura, volume e força dos fios sejam afetados”, explica.

Conheça as características do cabelo em cada fase e as dicas do dermatologista:

  • 30 anos: nessa idade as mulheres não têm muitos problemas com os fios. Como os hormônios estão trabalhando fortemente, o cabelo costuma ser saudável e resistente. “Cuidados básicos, como uso de cremes com filtros solares e protetor térmico antes da utilização de secadores e chapinhas ajuda bastante. Não se esquecendo de hidratações semanais”, recomenda Vargas.
  • 40 anos: “Com a grande variação hormonal, devido à aproximação da menopausa, o cabelo pode se tornar mais fino, sensível e susceptível à queda”, conta o médico. E, também é comum que os fios brancos comecem a aparecer. As que querem escondê-los devem tomar cuidado com as colorações. “Ao recorrer sempre às tinturas, as mulheres acabam danificando ainda mais os fios, que perdem aminoácidos. Reconstruções à base de queratina amenizam esse problema”, conta o médico.
  • 50 anos: A chegada da menopausa e a grande queda na produção dos hormônios faz com que o folículo piloso do cabelo enfraqueça, fazendo com que, muitas vezes, ele perca volume. “Existem diversos tratamentos que podem fortalecer os fios. Uma opção é o laser de baixa potência, que melhora o funcionamento das células do folículo e faz com que elas se reproduzam mais rapidamente. O resultado é o aumento da fase de crescimento do fio e da sua espessura”, explica. “A reposição de minerais também pode ser indicada em alguns casos. Mas é importante que todo tratamento seja individualizado e receba uma avaliação prévia”, alerta.
  • 60 anos: nessa época, os fios são mais porosos e a quantidade de cabelo é menor, já que a produção de novos fios cai bastante. “Como a lubrificação natural do cabelo diminui, a dica é manter uma rotina de cuidados e hidratação, principalmente se a tintura for mantida, para evitar o ressecamento”, conta Vargas.

Outra opção de tratamento, que pode ser feito em todas as idades, são as limpezas do couro cabeludo a cada 3 a 4 meses, que ajudam a regular a oleosidade e eliminar o excesso de impurezas. “Além disso, as limpezas também agem contra a caspa, dermatite seborreica e coceira”, ressalta o médico.

 

Créditos: Miriane Barbosa/ Assessoria

 

(Visited 6 times, 1 visits today)

Comentários no Facebook

Anuncie Aqui! Dê Mais Visibilidade ao Seu Negócio CLIQUE AQUI E ENTRE EM CONTATO