CONGRESSO NO RIO DEBATE EMERGÊNCIAS EM PEDIATRIA

Com a presença de pediatras de diversos estados, a Sociedade de Pediatria do Estado Rio de Janeiro (SOPERJ) promove, de 10 a 12 de outubro, no Centro de Convenções Sul-América (Av. Paulo de Frontin, 1 – Cidade Nova), a 12ª edição do Congresso de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro (CONSOPERJ), que esse ano terá como tema “Emergências em Pediatria”. Entre conferências, mesas redondas, painéis e fóruns serão cerca de 60 atividades, com a presença de mais de 1,5 mil pediatras.

Segundo a presidente da SOPERJ e do Congresso, Isabel Rey Madeira, “o objetivo nesse XII CONSOPERJ é de nacionalizar o congresso, trazendo pediatras de outros estados. Além do tema central, Emergência, vamos abordar atualizações em temas clássicos de Pediatria, tradicionalmente uma marca do CONSOPERJ. E teremos como novidade seções interativas e as clássicas exposições de pôsteres e temas livres, com oportunidade para a troca de saberes”. Ela destaca, ainda, que, “inserido no Congresso, teremos o Fórum Criança, Ecologia e Meio Ambiente, interdisciplinar, com a presença de outros setores da sociedade, onde a temática será debatida, gerando um documento a ser amplamente divulgado”.

O ex-presidente da SOPERJ, Edson Ferreira Liberal, será o palestrante da conferência de abertura, que tem o tema “A família e o pediatra”. Logo em seguida, três conferências, sucedidas por mesas-redondas e debates. De Pernambuco, a pediatra Maria Ângela Wanderley Rocha vai abordar o tema “Zika – a clínica, do feto à adolescência”. Membro da Sociedade de Pediatria de São Paulo, Tadeu Fernando Fernandes será o responsável pela palestra “Socorro, meu filho tem febre”. Por fim, a pediatra Rachel Niskier Sanchez, do Rio de Janeiro, falará sobre “O atendimento do adolescente vítima de violência na emergência”.

O XII CONSOPERJ é voltado para médicos pediatras, residentes de Pediatria, bem como os outros médicos e graduandos de Medicina. Mas os temas em discussão são, muitos deles, de grande interesse da sociedade em geral. Um exemplo será o fórum “Criança e Meio Ambiente”, no dia 11, às 8h30. O psiquiatra e psicanalista Roberto Santoro, membro do Comitê de Saúde Mental da SOPERJ, vai falar sobre a influência do ambiente na saúde, na infância. “A poluição, a violência urbana e a pobreza reduzem a qualidade de vida e tornam as cidades cada vez mais insalubres. O meio-ambiente, afetado pela industrialização e pelos avanços tecnológicos, interfere no bem-estar das pessoas e nas relações humanas. E as crianças e os adolescentes, enquanto se desenvolvem, precisam que o meio, representado pela família e pela sociedade, vivam experiências positivas que vão moldar o corpo e a mente. Falhas do ambiente vão se transformar em problemas na estrutura do indivíduo”, alerta ele. O fórum será interdisciplinar, com a presença de outros setores da sociedade.

O primeiro dia do CONSOPERJ traz ainda debates e informações sobre aleitamento materno, reumatologia, cyberbullying, infecção urinária, tuberculose, e hipertensão arterial. Haverá, também, um fórum com o tema “Ética e Valorização Profissional”, em que serão discutidas as consequências da exclusão do pediatra na Atenção Primária e as questões ligadas à Saúde Suplementar.

Emergências neonatais é um dos assuntos em destaque do segundo dia do CONSOPERJ, com uma conferência sobre “Sala de parto, novas diretrizes na reanimação neonatal”. Outros temas para o dia 11 são gastroenterologia, hemorragia digestiva, cardiologia, genética, dermatologia – com uma conferência sobre “Abordagem da criança queimada” – e ortopedia.

Por fim, no terceiro dia de conferências, novo calendário de vacinação, a importância do diagnóstico precoce do câncer, as doenças sexualmente transmissíveis na adolescência, urgências de otorrinolaringologia e oftalmologia, alergia e saúde mental serão os temas de destaque, na conclusão do CONSOPERJ.

Créditos: Debora Met / Assessoria

(Visited 5 times, 1 visits today)

Comentários no Facebook

Anuncie Aqui! Dê Mais Visibilidade ao Seu Negócio CLIQUE AQUI E ENTRE EM CONTATO