Cirurgias plásticas mais procuradas por mulheres de 30 a 45 anos

Muitas motivações levam alguém a recorrer a cirurgia plástica. O cerne desta busca é sentir-se bem consigo mesmo. Entre as mulheres, a faixa etária entre 30 e 45 anosapresenta explicações mais concretas que podem justificar essa demanda.

De acordo com Dr. Eduardo Lintz, discípulo do professor Dr. Ivo Pitanguy e único docente do Instituto Ivo Pitanguy em atuação em Campinas-SP, mulheres no intervalo de 30 a 45 anos normalmente já tiveram filhos ou já decidiram que não os terão e estão numa fase em que, embora jovens, muitas já não têm o corpo de 15, 20 anos atrás.

“As pacientes com este perfil procuram pela mamoplastia para eliminar a queda e diminuição dos seios provocadas pela amamentação, a abdominoplastia para acabar com a flacidez surgida com a gravidez e a lipoaspiração nas coxas e dobras da cintura acumuladas com o tempo”, observa Dr. Lintz.

Na Clínica Eduardo Lintz, que tem unidades em São Paulo e em Campinas, as mulheres representam 80% dos pacientes. As “balzaquianas”, na faixa dos 30 a 45 anos, respondem pela maior demanda, representando 40% do total e pacientes.

Destas mulheres, 22% recorrem à lipoaspiração, 17% a mamoplastia e 15% a abdominoplastia. Os outros 56% referem-se a variados procedimentos na face e otoplastia.

Após os 45 anos, quando o envelhecimento facial já é evidente, a cirurgia das pálpebras é frequente. O lifting facial é mais procurado em torno dos 50 anos ou mais.

“As cirurgias plásticas devolvem ou trazem a autoestima para a mulher, renovam a aparência, além de realçar a harmonia do corpo. “Beleza não se define.A intenção é que as pacientes sintam-se bonitas e bem com sua imagem no espelho”, observa o cirurgião.

 

Titular e coordernador da Clínica Lintz nas cidades de São Paulo e Campinas, Dr. Eduardo Lintz é formado em Medicina pela PUC Campinas e tem especialização em cirurgia plástica no Instituto IvoPitanguy (Rio de Janeiro) – onde é professor assistente desde 2008. Integra o corpo docente do Curso de Cirurgia Plástica da PUC do Rio de Janeiro e do Instituto de Pós-Graduação Médica Carlos Chagas, do Serviço do Ivo Pitanguy.

É ainda membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS). Realizou estágio no Instituto Europeo di Oncologia, em Milão, na Itália e, desde 2015, é membro da American SocietyofPlasticSurgeons (ASPS®).

Dr. Eduardo Lintz é chefe do Serviço de Cirurgia Plástica do HCor – Hospital do Coração em São Paulo – e pertence ao corpo clínico de importantes hospitais em São Paulo e Campinas.

Em busca de permanente aprimoramento científico, participa ativamente e frequentemente de congressos nacionais e internacionais de cirurgia plástica.

Suas clínicas, localizadas no bairro de Moema, em São Paulo, e no bairro Cambuí, em Campinas, têm forte atuação em procedimentos da face, lipoaspiração e contorno corporal, onde atende pacientes de todo o Brasil e de outros países.

 

Informações: www.clinicalintz.com.br

Créditos: Kátia Nunes / Divulgação

(Visited 23 times, 1 visits today)

Comentários no Facebook

Anuncie Aqui! Dê Mais Visibilidade ao Seu Negócio CLIQUE AQUI E ENTRE EM CONTATO