Aplicativo para pedir mototáxi conquista a Baixada, promete aumentar o faturamento dos mototaxistas e traz mais segurança aos passageiros

Criado em Queimados, município da Baixada Fluminense no Rio de Janeiro, o MTaxi começou a  funcionar no segundo semestre deste ano nos smartphones com Android. O serviço promete agilizar e melhorar a segurança do serviço de mototáxi. O aplicativo oferece duas maneiras do passageiro efetuar o pagamento pela corrida, através de crédito no aplicativo (sendo necessário a recarga via cartão de crédito utilizando a plataforma Paypal) e dinheiro.

“O passageiro tem a opção de pagar da forma que achar melhor, seja crédito ou dinheiro. Para o mototaxista, é bom porque ele já recebe na hora caso o pagamento seja feito em dinheiro. Em outras empresas, quando só funcionam com cartão, eles esperam de 7 a 10 dias para receber o valor da corrida”, afirma o co-fundador e diretor de Marketing do MTaxi, Tiago Taurian.

As tarifas de pagamento também são definidas pelo mototaxista. “Não importa se é horário de pico, se tem muita gente pedindo ou ainda se a distância é muito grande, o valor é fechado com o mototaxista”, ressaltou Taurian. O passageiro ainda ganha bônus em dinheiro a cada corrida feita, para  ser usado como pagamento de futuras corridas. Segundo o diretor, trata-se de um benefício e ao mesmo tempo, um diferencial do aplicativo.Para os condutores, os números também não mudam. “Cobramos uma taxa administrativa para o mototaxista de apenas R$ 0,39 centavos a cada corrida realizada no aplicativo, independente do preço ou distância da corrida, ao contrario da concorrência que cobra uma porcentagem em cima do valor que foi cobrado ao passageiro”, completou o diretor de Marketing.

Segurança: Ao final de cada corrida, o passageiro pode avaliar o mototaxista, colocando comentários e nota. O aplicativo possui uma equipe que monitora de perto as situações ruins tanto do lado do mototaxista, quando do passageiro.

Para ser um MTaxista, como são chamados os condutores que utilizam o aplicativo, são checados uma série de informações e documentações dos profissionais.

Outro ponto importante ressaltado pelo co-fundador, é a forma de trabalho da MTaxi. Nas cidades em que há legalização do serviço de mototáxi, somente são liberados para rodar com o aplicativo os profissionais que estiveram em dia com a prefeitura da Cidade, como é o caso de Queimados.

A tecnologia de monitoramento também garante mais segurança no trajeto. “Digamos que você manda sua filha para uma festinha. No celular você pode acompanhar o trajeto do mototaxista, identificando o profissional antes mesmo dele chegar em sua residência, além da opção de escolher mototaxistas favoritos, ou seja, você já conhece e já viajou com ele.”

Para os que tem medo de andar de moto, levando em conta que, segundo dados da Secretaria de Saúde, em 2015 foram 32.603 pessoas que se acidentaram no estado, a startup assegura que regras de comportamento e segurança no trânsito são passadas constantemente para os  condutores do aplicativo.
Para baixar o MTaxi é bem simples, basta acessar a loja do Google Play e digitar “MTaxi”, ou através do site www.mtaxiapp.com.br.
O aplicativo é gratuito e não ocupa muito espaço na memória do celular.
Em breve, o serviço também estará disponível nos smartphones da Apple.

 
Serviço
Startup MTaxi

INFORMAÇÕES À IMPRENSA

 

Créditos: Gabriela Anastácia / Divulgação
(Visited 18 times, 1 visits today)

Comentários no Facebook

Anuncie Aqui! Dê Mais Visibilidade ao Seu Negócio CLIQUE AQUI E ENTRE EM CONTATO